Vacilou, virou Crônica!

Toda sexta-feira uma nova crônica sobre o meu dia-a-dia, algumas opiniões e devaneios, entre narrativas engraçadas, fofas ou trágicas.

Vendedor de Cacarecos

Alguns dias atrás tive um susto quando vi um comunicado de falecimento no facebook. Não acreditei, havia algo de errado, pensei que era alguma pegadinha de primeiro de Abril, mesmo sendo início de Agosto.

A Gangue da Telha

Em uma região desconhecida, a gangue da telha colocou medo, assustou e apavorou os moradores.

Coisas de Cachaço

Como escrevi em outra crônica, minha família sempre manteve e abateu porcos. Geralmente comprando os leitões quando estes eram desmamados da mãe e vendidos por outros criadores.

Os Dados Perdidos

Ergueu a cabeça ainda meio tonto, observando seu próprio corpo ali deitado no asfalto. As costas, a cabeça, bem como várias partes do seu corpo estavam doloridas. O barulho dos carros começava a aumentar novamente, ainda mais o risco de ser atropelado se continuasse ali dormindo na rua.

Represas e Moinhos

No almoço de hoje, a pauta principal foi uma região aqui do interior, onde há uma represa que foi feita para levar água a um antigo moinho de grãos. Do moinho ainda restam o grande galpão, e os suportes onde ficava presa a roda d'água.

Quem sou eu?

Me chamo Anderson Lietz e tenho 21 anos. Moro no interior de Porto União, SC, faço graduação à distância em Análise e desenvolvimento de sistemas, e atualmente estou em busca de um estágio também à distância. Me interessei pela escrita criativa no final do ensino médio em 2018, passei a escrever algumas crônicas e publicar no blog: vacilou.com, e atualmente estou escrevendo um livro de contos,que pretendo lançar em breve. Enquanto isso, publico algumas crônicas aleatórias. Este site foi desenvolvido por mim com a intenção de aprender programação e algumas tecnologias na prática.

Voltar ao topo
© 2021-2022 Vacilou, Virou Crônica! - Todos os direitos reservados.